Passeio Noturno: Segundona! (iniciante)

Toda segunda feira um super passeio urbano, com os amigos da Gurizada MTB, aberto a iniciantes...

Passeio Noturno: Quarta é delas! (iniciante)

Na quarta quem comanda o ritmo são elas, mas o passeio é aberto aos homens tbm, participem...

Fim de Semana: Cicloturismo Gurizada MTB

Nos fins de semana, aproveitamos e saimos por ai a procura de novas aventuras, venha se divertir conosco...

terça-feira, 30 de junho de 2015

sábado, 27 de junho de 2015

Simulador de impacto Carros x Bike na sua cidade


Um simulador lançado pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) na última quinta-feira (25) mostra quais seriam as consequências de trocar o carro por outros modais de transporte, como ônibus e bicicleta.

Desenvolvida pela própria ANTP em parceria com o WWF-Brasil, a ferramenta projeta cenários em que uma determinada quantidade dos deslocamentos diários migrasse de um modal para outro. 

O banco de dados inclui todas as cidades brasileiras que tenham mais de 60 mil habitantes e são considerados cinco fatores para definir ganhos e prejuízos: tempo, espaço viário, consumo de energia, emissão de poluentes e gases do efeito estufa.

Na ferramenta, os usuários escolhem uma porcentagem para transferir de um modal para o outro no total de viagens da cidade. Ônibus, carro, moto, bicicleta e deslocamentos a pé são as opções.

Veja na imagem um exemplo dos resultados se, em São Paulo, 10% das viagens de carro passassem a ser feitas em bicicleta:

Veja como funciona e faça sua simulação no site!

Fonte: Bike é Legal

Wallpaper








quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Gurizada MTB: Estarda Velha da Guia 1/2 (07/01/2015)


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Gurizada MTB: Estrada Velha da Guia 1/2 (07/01/2015)


Hoje o pessoal que curte um pedal diferente tem que participar.
Asfalto e terra em um único passeio.
A lua está perfeita para pedalar, venha participar.

Nível Intermediário
Percurso: 40km
Dificuldade: Com Subidas e terra em alguns trechos

Itens obrigatórios:
- Capacete
- Luvas

- Farol dianteiro
- Sinalizador traseiro
- Água
- Câmara reserva ou remendo para câmara
- Barras de proteína ou energéticas

Baixar rota do percurso em formato GPX: Clique aqui

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Ciclistas buscam compromisso de Dilma e Aécio no segundo turno



Nos últimos anos aumentou bastante a compreensão, pela sociedade brasileira, de que a bicicleta pode contribuir significativamente para melhorar a mobilidade urbana, com as gratas vantagens de praticamente não impactar sobre o meio ambiente, custar pouquíssimo para o erário e favorecer a saúde e a qualidade de vida dos seus usuários.

Por isso a UCB – União de Ciclistas do Brasil está buscando a assinatura dos candidatos a presidente na “Carta Compromisso com a Mobilidade Ciclística”. O documento, elaborado por ciclistas de norte a sul do país, contém 14 propostas que sintetizam as demandas para a inclusão do ciclismo, com segurança e conforto, como forma mobilidade urbana.

Todos os candidatos a presidente receberam oficialmente a proposta da UCB. No primeiro turno as candidatas Luciana Genro (PSOL), Marina Silva (PSB) e o candidato Eduardo Jorge (PV) assinaram o documento, sinalizando sua sensibilidade para o tema.

Agora, no segundo turno, os ciclistas continuam sua campanha, buscando o comprometimento dos dois candidatos que, desde já, correm com apertada diferença de intenções de voto dos eleitores.

Será muito importante que Dilma Roussef (PT) e Aécio Neves (PSDB) comprometam-se com políticas públicas que revertam a grave situação do trânsito brasileiro. 40 mil mortos anuais, legiões penando no transporte coletivo precário, igual quantidade insegura de poder fazer coisas simples de um modo simples: de bicicleta.

Para influenciar os candidatos, os ciclistas pretendem aumentar a quantidade de apoiadores: de cidadãos (através do abaixo-assinado, ora com 9.470 assinaturas); de entidades da sociedade civil, empresariais e de classe (63, no momento); e de parlamentares eleitos (ao todo, 79 candidatos ao legislativo apoiaram, sendo que 7 deles foram eleitos).

Em duas semanas e meia conheceremos quem governará o país por mais quatro anos. Mais do que aceitar passivamente as políticas públicas vindouras, os ciclistas brasileiros estão empenhados em influenciar, desde já, políticas públicas que, democratizando o espaço público, favoreçam o bem comum.

Por isso, também no segundo turno: Bicicleta > Confirma!

Mais informações:
- Tudo sobre a Carta: www.uniaodeciclistas.org.br/eleicoes2014
- Para apoiar enquanto cidadão: www.change.org/elecoes2014
- Para apoiar enquanto entidade: www.uniaodeciclistas.org.br/eleicoes-2014/apoio-entidades-carta
- Para apoiar enquanto legislador eleito: www.uniaodeciclistas.org.br/eleicoes-2014/apoio-cand-legisl-carta

Dicas básicas para pedalar melhor – altura do selim e pisada


A correta altura do selim é importante para evitar lesões e aproveitar melhor o esforço da pedalada. Foto: Shimano/Vá de Bike
A correta altura do selim é importante para evitar lesões e aproveitar melhor o esforço da pedalada.
Foto: Shimano/Vá de Bike

Além de cansar seu corpo mais rapidamente, pedalar na posição incorreta pode lhe causar dores e até lesões. Nesse artigo vamos te ajudar a fazer alguns ajustes básicos na bicicleta, para adequá-la ao seu corpo e aumentar sua performance e conforto.
Se você começou a pedalar há pouco tempo ou o faz apenas ocasionalmente, a falta de hábito com o selim (banco) pode ser responsável por algum incômodo, por isso não se assuste se durante as primeiras pedaladas você sentir dores na região do assento. Esse incômodo deve deixar de ocorrer depois que seu corpo se acostumar ao uso do selim, mas se você estiver sentido dores no joelho ou nos pés quando pedala, os ajustes a seguir podem ajudar – embora o ideal seja fazer um bike fit: uma adequação completa da bicicleta à suas medidas corporais, realizada por um profissional (leia mais no box Dica da Shimano, no final da página).

Altura do selim

Se você nunca se preocupou com a altura do selim da sua bicicleta, provavelmente ele está baixo demais. O selim deve estar ajustado de forma que sua perna fique quase totalmente reta, apenas um pouco dobrada, como na foto abaixo. Novamente, o ideal é que seja realizado um bike fit para chegar a um ajuste perfeito.
Foto: Shimano/Vá de Bike
Fotos: Shimano
Foto: Shimano/Vá de Bike
Fotos: Shimano/Vá de Bike

Pés no chão

Puxa, mas desse jeito fica alto demais! Eu não vou conseguir colocar os pés no chão quando paro a bicicleta? Isso mesmo: quando parar a bicicleta, você vai ter que tirar o bumbum do assento, descendo do selim para apoiar o pé no solo. É assim que todos os ciclistas experientes fazem, tanto esportistas quanto urbanos, simplesmente por ser a melhor postura, um posicionamento que não vai prejudicar seu corpo. Se você estiver conseguindo apoiar os dois pés no chão quando sentado na bicicleta, significa que você está pedalando com os joelhos muito dobrados, forçando a articulação de forma prejudicial e sem conseguir muita eficiência, correndo o risco de criar lesões e cansando-se mais facilmente.
Ajustes de altura e inclinação do selim. Foto: Shimano/Vá de Bike
Ajustes de altura e inclinação do selim.
Fotos: Shimano/Vá de Bike

Com o selim na altura adequada, você deve levantar do assento e posicionar seu corpo um pouco à frente sempre que for parar a bicicleta, de forma que consiga alcançar o pé no chão. Pode ser difícil no começo, mas você se habituará rapidamente e isso se tornará algo bastante natural. A melhor maneira de se acostumar com isso é subir o selim aos poucos, até chegar na posição adequada, em vez de subir tudo de uma vez e ter dificuldade para se adaptar. Mas esse período de transição deve ser bastante curto, para que você não se acomode em uma posição errada, que lhe causará dores no joelho: a cada saída para pedalar, suba um pouquinho.
Uma vez que tiver encontrado a altura correta, faça uma marca no canote (o tubo que liga o selim ao quadro da bicicleta), pois é comum que ele desça um pouco com o tempo e, através dessa marca, você vai perceber que ele mudou de posição e conseguirá voltar ao ajuste correto sem precisar ficar medindo e experimentando novamente.

Inclinação

O selim deve estar exatamente horizontal em relação ao solo. Se ele estiver inclinado para frente ou para trás, seu corpo ficará tentando compensar a tendência a escorregar sem que você perceba, o que poderá lhe causar dores e comprometer sua estabilidade na bike em situações como subidas ou frenagens fortes.
O selim deve estar exatamente na horizontal. Foto: Shimano/Vá de Bike
O selim deve estar exatamente na horizontal. Foto: Shimano/Vá de Bike

Tipos de selim

Há muitos tipos de selim, cada um voltado a uma finalidade, principalmente quando falamos de uso esportivo. Para uso urbano, a característica principal é a largura.
Selins mais estreitos têm uma performance melhor para uma pedalada mais esportiva, mais ágil. Mas para a pedalada mais confortável e menos performance, geralmente buscada pelo ciclista urbano, recomenda-se um selim um pouco mais largo. Vale a pena testar alguns modelos antes de decidir, pois assim como um selim muito estreito pode parecer duro e pouco confortável, um selim largo demais também pode incomodar algumas pessoas.
Mulheres precisam de um selim um pouco mais largo do que os homens, pois a ossatura do quadril é naturalmente mais larga que nos homens. Para eles, recomenda-se a utilização de um selim vazado no meio, ou que pelo menos tenha uma depressão longitudinal, para proteger a circulação sanguínea na área do períneo – o que pode, em alguns casos, levar a um formigamento ou dormência temporários na região genital após pedaladas longas.
Há uma infinidade de modelos de selim no mercado. Fotos: Divulgação
Há uma infinidade de modelos de selim no mercado. Fotos: Divulgação

Joelhos

Não pedale de pernas abertas, para não forçar a articulação dos joelhos. Se você estiver pedalando assim, seu selim deve estar baixo demais e você está apoiando os pés de forma errada. Joelhos e pés devem estar alinhados à bicicleta.
Foto: Shimano/Vá de Bike
Foto: Shimano/Vá de Bike

Posição da pisada

A parte do pé que deve transmitir força ao pedal é a área na altura da chamada “bola do pé”, logo abaixo do dedão (tecnicamente, a cabeça do 1º osso metatarso). Se você pedalar usando a ponta do pé, o meio ou o calcanhar, pode ter consequências que variam de um cansaço na planta do pé até dores fortes por pressionar nervos durante a pedalada. Além disso, nessas situações você não transmitirá toda a potência das suas pernas ao pedal, perdendo rendimento e se cansando com mais facilidade.
Se você usar uma sapatilha e ela tiver sido regulada corretamente, você usará naturalmente essa área do pé para transmitir força à pedalada.
É importante pisar com a parte certa do pé no pedal, para obter um melhor rendimento e evitar dores. Foto: Shimano/Vá de Bike
É importante pisar com a parte certa do pé no pedal, para obter um melhor rendimento e evitar dores. Foto: Shimano/Vá de Bike

dica shimano



Dica da Shimano - Bikefitting.com

Não é o ciclista que tem que se ajustar a bicicleta; é a bicicleta que tem que estar ajustada ao ciclista. Isso significa que, antes de comprar uma bicicleta, o ideal é que o tamanho do quadro seja apropriado à sua altura e que o restante dos seus componentes estejam adequados a você, como altura do selim, guidão, etc.
Esse ajuste da bicicleta ao ciclista é feito através do Bike Fit, técnica onde as medidas do ciclista e a biomecânica são empregadas para realização desse ajuste. Há cerca de dois anos, a Shimano, reconhecida mundialmente pela qualidade e eficiência de seus componentes para bicicleta, adquiriu a marca Bikefitting.com, empresa com mais de 20 anos de expertise em Bike Fit, que produz ferramentas e softwares de ultima geração.
No Brasil, muito pouca gente sabe da necessidade desse ajuste da bike à pessoa. Porém, andar numa bicicleta mal ajustada pode resultar em cansaço desnecessário, baixo desempenho e até lesões nas articulações.
O Bike Fit não é somente para ciclistas profissionais ou de alta performance, tampouco é apenas para ciclistas com bikes mais caras. Qualquer um pode e deve fazer o ajuste da bicicleta através do Bike Fit – e é por isso que a Shimano disponibilizará, a partir do final de 2014, o Bikefitting.com em lojas de bicicleta do Brasil. Falaremos mais sobre o Bikefitting.com em breve, aqui no site Vá de Bike.
Consulte e saiba mais em nosso web site: http://bike.shimano.com.br

Fonte: Vá de Bike

sábado, 27 de setembro de 2014

MT Bikers em Alto Giro - Cicloturismo: Barão de Melgaço




Proxima → Página inicial